Mais do que um supermercado biológico, o Biomercado é o seu reencontro com um estilo de vida mais saudável e com o melhor da natureza.

Descubra diariamente os produtos mais frescos, provenientes de agricultura biológica feita por produtores certificados, que ajudam a tornar a sua alimentação ainda mais rica, saborosa e saudável. Com toda a naturalidade.

 

Não há uma razão para optar por uma vida mais biológica.
Há Doze.

1. Valor nutritivo

Porque são cultivados em solos mais equilibrados, os alimentos biológicos são mais ricos em nutrientes essenciais, como vitaminas, sais minerais e proteínas.

2. Sabor

Em solos tratados com matéria orgânica, as plantas crescem saudáveis e desenvolvem o seu aroma, cor e sabor autênticos.

3. Saúde

Na agricultura biológica não são usados adubos químicos nem pesticidas de síntese, associados, de acordo com estudos toxicológicos, a diversas patologias.

4. Solo fértil

A agricultura biológica tem como principal preocupação conservar e melhorar a fertilidade do solo, aumentando o seu teor de matéria orgânica.

5. Água pura

Porque utiliza adubos naturais, a agricultura biológica garante a preservação da pureza da água que bebemos.

6. Biodiversidade

A agricultura biológica promove a diversidade das sementes e das variedades locais, fomentando a biodiversidade global dos ecossistemas agrícolas.

7. Certificação

Os produtores biológicos seguem um caderno de normas rigoroso e os seus produtos são controlados e certificados pela legislação europeia de agricultura biológica.

8. Mundo rural

A agricultura biológica respeita o equilíbrio da natureza e preserva o espaço rural, contribuindo para um ambiente saudável, agora e para as gerações futuras.

9. Valorização do agricultor

Na agricultura biológica, o agricultor é reconhecido como guardião da paisagem, dos ecossistemas agrícolas e primeiro garante da saúde humana.

10. Educação

A agricultura biológica é uma escola prática de educação ambiental, oferecendo aos futuros decisores um modelo de desenvolvimento sustentável do planeta.

11. Emprego

Com a dimensão das explorações agrícolas adaptadas à escala humana, a agricultura biológica cria oportunidades de emprego permanente e gratificante.

12. Futuro

A agricultura biológica é sinónimo de inovação, pois combina os conhecimentos mais modernos com as práticas e os saberes tradicionais, preservando o ecossistema.

 

Agricultura-BiologicaA Certificação Biológica na União Europeia está representada pelo logotipo de Agricultura Biológica. Esta é a nossa garantia de que os produtos são produzidos e processados de acordo com elevados critérios para garantir a sua qualidade. Sob o logótipo irá encontrar um número que mostra onde o produto foi produzido e onde foi verificado. PT, por exemplo, representa Portugal. Abaixo disso encontra-­se ainda uma nota sobre a origem das matérias­-primas processadas, que podem ter origem na Europa (Agricultura UE), fora da Europa (Agricultura Não­-UE) ou de ambas (Agricultura UE/Não­-UE). Existem entidades que fazem a certificação de que os produtos são de biológica, no caso do Biomercado, a Sativa.

Outra certificação que pode encontrar é a da Demeter, uma marca registada para produtos produzidos de acordo com a agricultura biodinâmica. Apenas alguns sócios que usam medidas restritas de produção são autorizados a usar este rótulo. Estes critérios são definidos pela Sociedade Demeter e vão muito além da produção biológica tradicional. Desde a produção ao processamento, todos os estados são verificados – sem qualquer compromisso.Demeter

Fair-TradePoderá ainda encontrar produtos de Fair Trade (Comércio Justo), um conceito de relação comercial/social que consiste numa abordagem alternativa ao comércio convencional e tem como objetivo corrigir os desequilíbrios de poder nas relações comerciais, os mercados instáveis e as injustiças do comércio convencional, sendo, assim, considerado um dos apoios importantes na sustentabilidade económica e ecológica.
Além disso, os produtos proveniente de Agricultura Biológica são isentos de OGM (Organismos Geneticamente Modificados), de acordo com a legislação da UE. Os OGM são organismos cujo material genético foi alterado de um modo que não ocorre naturalmente e as colheitas estão a ser atualmente modificadas para sobreviver a herbicidas, produzir os seus próprios pesticidas e resistir a certas doenças. Estes organismos podem espalhar-se pela natureza e de uma forma imprevisível e incontrolável, pois uma vez na natureza, já não podem ser recuperados, e a diversidade biológica tem de ser protegida e respeitada.